Papa no Brasil de 22 a 28 de julho


  O Papa vai visitar o Brasil de 22 a 28 de julho, com passagens pelo Rio de Janeiro e o Santuário de Aparecida, no interior do Estado de São Paulo, anunciou hoje o Vaticano.
Francisco vai visitar um hospital, encontrar-se com presos, passar por uma favela e confessar alguns participantes na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), num programa que prevê 15 intervenções.
O Papa vai chegar ao Brasil a 22 de julho, segunda-feira, após uma viagem de 12 horas e 9200 quilómetros, pelas 16h00 locais (mais quatro em Lisboa); a cerimónia oficial de boas-vindas e os primeiros discursos vão decorrer uma hora depois, no Palácio Guanabara, sede oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro.
Francisco vai ficar na residência do Sumaré, da Arquidiocese do Rio, que já acolheu João Paulo II.
A terça-feira não tem qualquer ato oficial previsto e o dia seguinte começa com uma viagem em helicóptero de 200 quilómetros e mais de uma hora até ao Santuário Nacional de Aparecida, onde o Papa vai venerar a imagem de Nossa Senhora e presidir à missa, antes de regressar ao Rio de Janeiro.

Nesta cidade, Francisco tem visita marcada ao Hospital São Francisco de Assis, especialmente direcionado para a recuperação de toxicodependentes e alcoólicos.

A 25 de julho, o Papa vai visitar o Palácio da Cidade, para receber as chaves do Rio de Janeiro e abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.
Às 11h00 locais, Francisco desloca-se à Comunidade da Varginha, em Manguinhos, favela que foi alvo de um programa de recuperação pelas autoridades brasileiras.
Esta previsto que no percurso entre a paróquia local e o campo de futebol, onde vai pronunciar o seu discurso, o Papa visite a casa de uma família da comunidade.
A primeira viagem internacional do pontificado está ligada à celebração da JMJ 2013, convocada pelo Papa emérito Bento XVI, no Rio de Janeiro, entre 23 e 28 de julho, e os jovens vão acolher Francisco numa “festa” na praia de Copacabana pelas 18h00 do dia 25.

O dia 26 de julho começa com a confissão de cinco participantes na JMJ, provenientes dos cinco continentes, antes da visita ao Palácio São Joaquim, residência do arcebispo do Rio de Janeiro, onde o Papa se vai encontrar de forma privada com cinco jovens presos; o almoço terá a presença de 12 jovens de várias nacionalidades, representando todos os continentes e o Brasil.

O regresso à JMJ é feito na tarde deste dia, com a celebração da Via Sacra na praia de Copacabana.
No sábado de manhã, o Papa irá à catedral da cidade onde para celebrar a missa os bispos da 28ª JMJ, com sacerdotes, religiosos e seminaristas; segue-se um encontro com a “classe dirigente do Brasil”, no Teatro Municipal do Rio.

O dia conclui-se com uma vigília de oração em Guaratiba, arredores da cidade, onde decorrem os momentos conclusivos da JMJ 2013, com participação prevista de mais de dois milhões de pessoas.
No domingo, Papa Francisco vai sobrevoar de helicóptero a estátua do Cristo Redentor antes de presidir à missa final da Jornada Mundial, com início marcado para as 10h00.
O último dia da visita ao Brasil inclui encontros com o comité de coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano e os voluntários da JMJ.
A partida para Roma está prevista para às 19h00 e a chegada à Itália deve acontecer pelas 11h30 (menos uma em Lisboa) do dia 29 de julho.

Fonte:

Agência Ecclesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário