Cirilo de Alexandria - (370 - 442)


Nasceu na Alexandria, Egito em 376 e era o sobrinho do Patriarca da Alexandria Theophilus e foi bem educado e ordenado por ele. Em 403 acompanhou seu tio a Constantinopla (moderna Istambul, Turquia) onde eles atenderam o Sínodo de Oak, no qual São João Chrysostomo foi deposto. Quando Theophilus morreu em 412, Cyrilo o sucedeu. Cyrilo começou seu reinado fechando igrejas de seitas hereges, por exemplo os Novatinistas. Ele expulsou os judeus da Alexandria e teve vários desentendimentos com Orestes, o Governador da cidade. Em 430 ele condenou o herege Nestórius na Alexandria e convenceu ao Papa São Celestino (422-432) a convocar um Concílio em Roma. Em 431, a pedido do Papa, ele presidiu o Consilho de Éfesus. Lá ele condenou Nestórius, mas foi deposto pelo Arcebispo João da Antióquia e seus seguidores. Cyrilo e Nestórius foram presos mas o Imperador Theodosius II (408-450) soltou Cyrilo devido a intervenção papal. Nestórius foi mais tarde condenado por todas as facções.

São Cirilo da Alexandria é muito respeitado pelos seus escritos sobre a "Incarnação e a Trindade". Treinado na tradição alexandrina ele é lembrado como um dos mais brilhantes escolares da cidade. Ele escreveu comentários sobre os Evangelhos de São Lucas e de São João e outras escrituras, bem como cartas sermões, uma tese contra os Galileas e uma contestação ao " Tratado contra os Cristãos" do Imperador Juliano, o Apóstata (361-363) que é considerado um dos grandes trabalhos apostólicos da época, sobre a fé cristã.
Faleceu em 444 de causas naturais.
Ele foi declarado Doutor da Igreja pelo Papa Leão XIII (1878-1903) .

E o patrono de Alexandria e o Pai da Igreja Grega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário