Paramentro do Bispo

Batina: 
Diferente das demais, nesta encontramos detalhes em vinho.















Mitra: Chapéu usado pelo bispo, o coroinha que fica encarregado de segurá-lo durante a celebração deve usar o véu umeral e a esse coroinha se dá o nome de mitrífero.










Solidéu: Acessório que o bispo usa embaixo da mitra, na celebração geralmente o bispo usa o solidéu em algumas partes que ele usa a mitra sobre ele.










Báculo

Um báculo, em sentido lato, é um tipo de cajado usado pelos pastores para se apoiarem ao andar e para conduzirem o gado. Muitas vezes tem a extremidade curva para segurar a rês pela perna.
No sentido restrito, refere-se a um bordão usado pelos dignitários da Igreja Católica, simbolizando o seu papel de pastores do rebanho divino. Com a mitra, constitui uma das principais insígnias dos bispos.

















Cruz Peitoral
















Anel Episcopal
A origem e a história do anel estão envolvidas num contexto antropológico e num contexto bíblico (Cf. Est 8, 8; Gn 41, 40-42; Lc 15, 22). Segundo o relato do Bispo Optato de Milevi, é muito provável que já nos finais do século IV, os Bispos usassem anel que lhes era entregue no rito da Ordenação. As primeiras referências históricas credíveis de um rito litúrgico de entrega do “anulus episcopalis” no rito da Ordenação são da primeira metade do século VII, oriundas da Espanha, nomeadamente do IV Concílio de Toledo (633) e de Santo Isidoro de Sevilha (560-636). Dois séculos mais tarde, no tempo do Imperador Carlos II, o Calvo (843-877) e do Papa S. Nicolau I (858-867), o uso e entrega do anel chega ao ritual franco.
Desde a sua origem até ao triste período medieval da investidura, o anel tinha, essencialmente, a função de selo e era feito em metal, onde se gravava o selo. É muito provável que o uso do anel nos Bispos fosse motivado, além das razões simbólicas, pela funcionalidade para os próprios Bispos autenticarem os seus actos (era um costume muito usado na antiguidade). 









Fonte:

Catequisar

Nenhum comentário:

Postar um comentário