Constantino II (317 - 340)

Nascido em Arlés, que junto com os irmãos Constante e Constâncio foram feitos césares (333) e herdeiros do Império pelo próprio pai Constantino I, o Grande. Filho mais velho do Imperador Constantino I e da Imperatriz Fausta, antes de morrer o imperador dividiu o Império entre seus três filhos, tocando para ele o controle da Hispânia, Gália e Britânia, a parte ocidental do Império e residindo em sua capital de Tréveris, enquanto a Constâncio coube o governo da parte oriental, do Egito e províncias asiáticas, e a Constante, o filho mais jovem de Constantino I e Fausta, o controle da Itália, Ilíria e África e por ser menor, sob  a tutela do irmão mais velho. Após a morte do imperador pai (337), os irmãos proclamados augustos, envolveram-se em uma luta fratricida, especialmente por conta de Constâncio II, o mais violento dos irmãos e seu temor doentio de conspirações que, segundo sua cabeça, poderiam partir tanto de seus irmãos como de altos dignatários do império. Primeiramente os dois anos seguintes caracterizaram-se pelas guerras que os novos augustos levaram a cabo contra os germanos, no Occidente, e contra o Império de Sapor II, no Oriente. Porém depois dessas lutas Constante sentiu-se desfavorecido na partilha do Império e se rebelou contra seu irmão tutor e invadiu a Itália (339). A guerra entre ambos só terminou com a morte de Constatino II, em Aquiléia (340), deixando então o controle de todo o Ocidente nas mãos do irmão Constante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário