Documento afirma que os homessuxuias têm ''dons e atributos para oferecer''

Em um documento publicado pelo Vaticano nesta segunda-feira, 13, com uma mudança de tom, foi apresentado que os homossexuais têm “dons e atributos para oferecer”, questionando assim, se o catolicismo poderia aceitar gays, além de reconhecer os aspectos positivos dos casais do mesmo sexo.

Após uma semana de discussões, o documento elaborado durante uma reunião de 200 bispos do Sínodo Extraordinários sobre a Família, diz que a Igreja deve aceitar um novo desafio, “um espaço fraterno”, para os homossexuais, sem que haja um comprometimento na doutrina católica sobre o casamento e a família.

Em relação aos documentos anteriores do Vaticano, esse texto ainda não apresenta alterações na condenação de atos homossexuais ou sua oposição ao casamento gay, mas há uma abordagem menos grave e mais compassiva.

"Os homossexuais têm dons e atributos para oferecer à comunidade cristã: somos capazes de acolher essas pessoas, garantindo mais espaço em nossas comunidades, muitas vezes eles querem encontrar uma igreja que oferece uma casa aconchegante", diz o texto.

Em um documento conhecido como "relatio", foi levantado um questionamento " Nossas comunidades são capazes de provar que, aceitando e valorizando a sua orientação sexual, sem comprometer a doutrina católica sobre o casamento e a família?

O autor do livro, “Os Diários do Vaticano”, John Thavis, classificou o comunicado como “um terremoto” na atitude da Igreja em relação aos gays.
Thavis afirma ainda que, o documento reflete claramente o desejo do Papa Francisco a adotar uma abordagem pastoral mais compassivo em questões de casamento e família.

O povo online

Nenhum comentário:

Postar um comentário